Cruz Vermelha Americana


"Nossa meta é ser um ponto de contato social para que pessoas possam se ajudar antes, durante e depois de um desastre."

John Crary
CIO

O uso da web social para ficar atento às emergências

A Cruz Vermelha americana percorreu um longo caminho desde 1881, quando a recém-criada organização para resposta a emergências se comunicava por telégrafo durante os desastres. Atualmente, assim como outras organizações globais, a Cruz Vermelha reconhece o valor de se tornar uma Social Enterprise para se conectar de forma mais rápida e eficiente do que seus fundadores poderiam imaginar.

Mídias sociais que fazem a diferença

Uma pesquisa recente da Cruz Vermelha revelou que quase 25% do público em geral, e um terço da população online usaria mídias sociais para informar sobre sua condição a parentes e amigos em uma emergência. A pesquisa também mostrou que as pessoas usam as mídias sociais durante desastres para buscar informações e ajuda, oferecer auxílio e conectar-se a outros.

Em posse desses dados, a Cruz Vermelha apresentou seu Centro de Operações Digitais, um centro de comando dedicado a monitorar e manter o contato com o público por meio de canais sociais. Esse sistema inovador usa Radian6 para capturar conversas em mídias sociais, que podem fornecer informações valiosas durante um desastre e até mesmo monitorar o grau de preparação de uma população para uma situação de urgência.

"O Radian6 oferece maneiras de medir a eficácia de nosso envolvimento comunitário", afirma Wendy Harman, Diretor de estratégias sociais. "O sistema reduziu o tempo necessário para reunir e analisar informações de forma que possamos nos concentrar em transformar o que aprendemos em estratégias de ação."

Os membros da equipe da Cruz Vermelha também usarão dados sociais reunidos no Centro de Operações Digitais para determinar onde os funcionários devem ser posicionados.

Uma organização mais organizada

A simplificação e o aprimoramento administrativo, incluindo o gerenciamento de voluntários, doadores, treinamento, eventos e outras atividades administrativas, também fazem parte da estratégia de Social Enterprise da Cruz Vermelha. A comunicação com seus 150 parceiros nacionais e com diretores de desastres em mais de 800 filiais da Cruz Vermelha é facilitada pela Salesforce. "É o futuro", afirma John Crary, CIO. "A Salesforce nos ajuda a gerenciar com eficiência nossos recursos mais valiosos: voluntários, parceiros e doadores que tornam possível aquilo que fazemos."

Banco Wells Fargo
Banco Wells Fargo
Encontre a Cruz Vermelha no Facebook

 

Produtos usados por Cruz Vermelha Americana