Skip to Content

Desmistificando o Program Architect da Salesforce

Desmistificando o Program Architect da Salesforce

Desbrave novos rumos em sua carreira e confira as certificações de arquiteto do Salesforce no Trailhead.

Os cargos de arquiteto técnico, arquiteto de solução e arquiteto de aplicativos podem parecer familiares. Mas você sabe o que é preciso para ser um Program Architect da Salesforce (PA)? Quando me ofereceram esse cargo há mais de dois anos, eu tinha muitas perguntas sobre quais qualificações e habilidades únicas poderiam me ajudar a ter sucesso na posição. Agora, após meu tempo no trabalho, descobri que você pode prosperar com uma dose saudável de conhecimento técnico e de arquitetura de negócios misturado com habilidades pessoais. Como ouvi de outras pessoas que seu caminho para se tornar um Program Architect da Salesforce não era simples, parecia lógico desmistificar o papel deste profissional.

Explorando o cargo de Program Architect

Trabalho como consultor de serviços profissionais em TI há mais de 25 anos, mas fiquei surpreso quando recebi uma ligação da Salesforce. Eu estava interessado na empresa, mas abandonei as esperanças quando a tentativa de ingressar em um processo anterior não deu certo. Desta vez, eu estava sendo considerado para uma posição de Program Architect.

Após quatro entrevistas, fiquei feliz por poder me juntar à família Salesforce.

Durante os primeiros cinco meses de trabalho, passei por uma meticulosa jornada de integração. Além de aprender sobre os produtos, dominei a Metodologia do Program Architect, que ensina como se envolver com os clientes “da maneira do Salesforce” e se tornar um consultor confiável. A Salesforce valoriza muito o atendimento ao cliente, portanto, é tarefa do Program Architect identificar os pontos problemáticos dos clientes para prescrever soluções que atendam aos seus desafios. Dessa maneira, um Program Architect ganha confiança com os clientes.

Meu primeiro cliente na Salesforce foi uma startup de Nova York que gerenciava espaços de coworking. Na mesma semana em que participei, supervisionei com êxito uma implementação do Salesforce. Essa implementação me fez perceber que o Salesforce não exigia que eu conhecesse intimamente todos os recursos que seriam entregues. Uma equipe de especialistas garantiu que cada aspecto da plataforma fosse abordado no release – de parceiros técnicos a gerentes de produto e garantia de qualidade. Cada etapa da jornada de implementação tinha especialistas responsáveis ​​por fazer sua parte.

Eu era responsável pelo gerenciamento de projetos e pela validação do plano de implantação, mas pude colaborar com o suporte em caso de dúvidas. Com esse sucesso inicial atrás de mim, encontrei meu ritmo.

Nos dois anos seguintes, trabalhei em diferentes desafios com esse cliente. Um dos primeiros aprimoramentos da plataforma foi a introdução de uma ferramenta para capturar necessidades de negócios separadas dos requisitos técnicos. Essa ferramenta permitiu que as partes interessadas priorizassem o que seria o próximo sprint e, em seguida, a equipe de tecnologia criaria estimativas para a conclusão. Essas mudanças ajudaram a simplificar o processo de entrega da empresa e a cumprir os compromissos comerciais.

Para obter entrega contínua, aproveitamos uma ferramenta que identificou todas as alterações e novos componentes. Isso acelerou os lançamentos, pois algumas das modificações de configuração não precisaram aguardar a implantação final do sprint. Como parte desse esforço, ajudei-os a avaliar uma nova oferta do Salesforce DX. Embora o DX seja um produto da Salesforce, decidimos não utilizar a ferramenta, pois ela precisava de mais tempo para amadurecer as necessidades do cliente.

Essa é uma distinção importante – como Program Architect, você não deve hesitar em fazer o melhor para o seu cliente. Lembre-se de que você é o consultor de confiança deles, e seu objetivo principal deve ser trabalhar no melhor interesse deles.

Na frente técnica, defendi uma plataforma para gerenciar melhor as integrações entre o Salesforce e os outros aplicativos dos clientes. Essa plataforma integraria dois sistemas mais rapidamente do que escrever código personalizado e permitir escalabilidade no futuro.

A equipe do cliente geralmente estava sobrecarregada de trabalho. Eles tinham pouca ou nenhuma largura de banda para considerar como fazer o melhor uso dos produtos Salesforce para os quais tinham licenças ou avaliar outros produtos que poderiam criar eficiências. Dado o quão ocupado a equipe estava, eu sabia que poderia ajudá-los e impulsionar o sucesso do cliente. Configurei a equipe com o Lightning Flows para automatizar algumas de suas necessidades de processamento. Também lançamos um piloto do Einstein Analytics, que foi um enorme sucesso e teve 100% de adoção executiva. Achei gratificante quando aproveitamos esses tipos de oportunidades para eliminar o trabalho manual, para que meus clientes pudessem se concentrar no trabalho estratégico, o qual eles gostam de fazer e fazem bem.

Como prosperar como um Program Architect

Que tipo de habilidades pode ajudá-lo a ter sucesso nessa função? Além das habilidades básicas que você verá listadas em uma descrição do trabalho – como implementação de produtos de software, arquitetura técnica e gerenciamento de programas / projetos – as seguintes características são úteis:

  • Prescritivo e hábil: Ser prescritivo significa delinear soluções, mas não necessariamente desenvolver você mesmo a solução. Embora você não precise conhecer todos os produtos intimamente, você deve entender como aproveitar o conhecimento coletivo da comunidade de arquitetos da Salesforce.

  • Habilitador e líder: esteja pronto para desafiar o status quo e definir um roteiro para o futuro. Um Program Architect deve saber quando e como recomendar recursos e produtos da Salesforce para resolver problemas novos e complexos. Muitas vezes, você precisará aconselhar sobre estratégias de “compra versus construção”, usando insights de dados para ajudá-lo a defender seu argumento.

  • Comunicador persuasivo: Um dos seus desafios será continuar a educar seu cliente sobre o valor que você agrega à implementação. Isso será especialmente verdade se houver rotatividade frequente da equipe do cliente. A capacidade de influenciar e explicar é uma habilidade que você precisará exercitar frequentemente.

Uma profundidade de conhecimento

Um Program Architect é uma função consultiva que ajuda os clientes do Salesforce a aproveitar ao máximo seu investimento no Salesforce. Embora você possa ter a tarefa de resolver problemas com frequência em domínios desconhecidos (mas de certa forma relacionados), tenha certeza de que há uma equipe bem coordenada atrás de você, pronta para tornar seu cliente bem-sucedido.

Um arquiteto tem uma profundidade de conhecimento. Se você deseja expandir sua experiência em arquitetura técnica e comercial, uma função de Program Architect na Salesforce pode ser exatamente o que você está procurando.

Desbrave novos rumos em sua carreira e confira as certificações de arquiteto do Salesforce no Trailhead.

Salesforce Brasil

Somos uma plataforma de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) baseada na nuvem, que ajuda empresas a gerenciar suas operações de vendas, marketing, atendimento e outras operações comerciais em um lugar só.

Mais de Salesforce

Exclusivo pra você