Skip to Content

O que é uma IA Copilota?

IAs Copilotas estão surgindo em experiências digitais por toda parte. Saiba como eles diferem dos chatbots tradicionais e por que são importantes.

Quando você pensa em um copiloto, a primeira coisa que vem à mente provavelmente é um avião. Até agora, um copiloto era aquela pessoa sentada no segundo assento da cabine, auxiliando o comandante do seu voo. Porém, no ano passado, o termo “copiloto” começou a se tornar uma grande tendência na área de inteligência artificial (IA). Pegue toda a tecnologia de IA generativa que você conhece e adora em aplicativos como ChatGPT, Bard e Einstein. Agora, coloque isso diretamente no fluxo do seu trabalho – ou naquele segundo assento, se preferir. 

Em seu nível mais básico, uma IA Copilota é um assistente de IA que pode te ajudar a realizar tarefas rotineiras com mais rapidez do que antes. Embora a introdução do copiloto moderno esteja ligada ao lançamento do GitHub Copilot em 2021, esses assistentes de IA vêm de um tempo ainda mais antigo. Desde os anos 1990, IAs Copilotas – que, naquela época, eram chatbots básicos como ELIZA e Jabberwacky ou assistentes virtuais como a Anna da IKEA – têm surgido em tudo, desde sua plataforma de e-mail até aplicativos de compras, bancos e medicina. 

Veja a diferença entre o antes e o depois. Imagine que você está reservando um jantar de negócios com um cliente de outra cidade. Antes do mundo das IAs Copilotas, você primeiro verificaria o registro do cliente no sistema de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) para verificar se ele tem alguma preferência alimentar.

Em seguida, você abriria o aplicativo Resy e passaria muito tempo procurando um restaurante adequado com disponibilidade. Depois, iria para o Expedia para fazer suas reservas de viagem e hospedagem, e, por fim, abriria seu aplicativo de e-mail para enviar uma confirmação encantadora e personalizada ao seu cliente. No mínimo, você estaria usando quatro aplicativos diferentes e gastando pelo menos meia hora em tarefas tediosas.

Agora imagine que você use apenas um aplicativo: sua confiável IA Copilota. Em vez de realizar quatro ações diferentes ao longo de minutos ou horas, você digita “Marcar jantar com o Ted na próxima quinta-feira”. Todas as etapas acima ainda acontecem, mas a pesquisa ocorre em segundo plano e, principalmente, sem a sua intervenção.

Além da óbvia economia de tempo e da novidade de ficção científica, é difícil articular totalmente o valor dessa transformação por meio de métricas tradicionais. Esses assistentes farão o trabalho de dezenas de aplicativos para nos ajudar a construir relatórios mais rapidamente, elaborar respostas de atendimento ao cliente com respostas relevantes, redigir e-mails de vendas, enviar flores para nossos chefes e muito mais. Mas, primeiro, como eles funcionam?  

Uma boa IA generativa começa com bons dados e prompts

As perguntas que você faz aos LLMs são fundamentais para obter uma resposta de qualidade. Aprenda a fazê-las com nossa ferramenta!

Como funcionam as IAs copilotas?

No cerne das IAs copilotas estão blocos de construção poderosos chamados ações do copiloto. Uma ação do copiloto pode abranger praticamente qualquer tarefa individual ou um conjunto de tarefas para um trabalho específico. Isso pode incluir: 

  • Atualizar um registro de CRM.
  • Gerar descrições para novos produtos usando seus dados de CRM existentes.
  • Criar mensagens para clientes.
  • Lidar com uma variedade de casos de uso.
  • Resumir transcrições para um agente de serviço ao vivo.
  • Destacar as informações mais relevantes das anotações da reunião.

Essas tarefas podem ser “invocadas” ou organizadas e executadas, em qualquer ordem, sendo feitas de forma autônoma pela IA Copilota. Essa capacidade de entender solicitações, planejar um curso de ação e executar as tarefas necessárias é o que torna esses sistemas e experiências únicos. A IA Copilota pode lidar com muitas instruções e aprende com elas. Portanto, quanto mais ações, mais capaz é o copiloto. 

Empilhadas juntas, as ações permitem que seu copiloto execute uma série estonteante de tarefas de negócios. Por exemplo, um copiloto pode ajudar um agente de serviço a resolver rapidamente um problema no qual um cliente foi cobrado a mais por um pedido. Ou pode ajudar alguém na área de vendas que está tentando fechar um negócio. Quer mais? Vamos colocar nosso copiloto em ação.

Pegue o exemplo de marcar um jantar com seu cliente, Ted. Se você usar o Einstein Copilot, ele saberia o contexto inicial de Ted, como seu nome e histórico de sessão de CRM, mas precisaria de um pouco mais de informações suas, como a data e hora. Ele poderia então executar isso e responder a quaisquer outras perguntas que pudesse ter: pode pedir que você esclareça com qual Ted deseja se encontrar (se você tiver vários contatos chamados Ted) e que tipo de culinária ele prefere.

O que é interessante sobre o Einstein e outros copilotos desse nível é que parece que você está conversando com um colega de trabalho – mas na verdade está conversando com seus dados robustos, que o copiloto está apresentando de uma nova forma conversacional.

A IA Copilota decide quais ações disparar e então gera diálogos em tempo de execução, parafraseando a saída de dados das ações em linguagem humana cotidiana. Portanto, parece que você está tendo uma conversa sofisticada com seu assistente de IA. E então o jantar é marcado com pouco esforço de sua parte.

“Estamos apenas dizendo ao sistema: ‘Ei, faça esta tarefa,’” disse Carlos Lozano, diretor de gerenciamento de produto da Salesforce AI. “Mas, nos bastidores, o copiloto está orquestrando um fluxo de trabalho complexo de processos de negócios e dados para entregar um resultado que antes exigia que o usuário acessasse várias ações.”  

Quais diferentes tipos de IAs Copilotas existem?

Embora o conceito de copiloto seja relativamente novo, a tecnologia já existe há algum tempo. Você já conversou com um representante de atendimento ao cliente para perceber que não era uma pessoa, mas um bot? Esse é um tipo de copiloto. Ele ajudou você com perguntas básicas de atendimento ao cliente, mas muitas vezes não conseguia realmente chegar aos detalhes importantes do seu problema. Provavelmente frustrado, você então recorreu a um humano real para obter ajuda.

Os chatbots se tornaram mais sofisticados com o lançamento do ChatGPT, Dall-E, Gemini do Google e Bing Chat da Microsoft. Essas plataformas de IA generativa – vamos chamá-las de Chatbot 2.0 – podem ajudar a criar e-mails, escrever código, gerar imagens e analisar dados.

Com as IAs Copilotas, a interatividade se torna ainda mais conversacional, com seu próprio assistente de IA trabalhando nos bastidores para ajudar a melhorar tudo o que você faz. Além da Salesforce, várias outras empresas introduziram produtos de copiloto no mercado, incluindo Microsoft e GitHub, e até a Apple está trabalhando em um. Existem empresas de IAs Copilotas mais especializadas em setores específicos, como a empresa de marketing digital imobiliário LuxuryPresence, a Nabla focada em saúde e a ArkiFi focada em finanças.

O copiloto vai para o próximo nível quando está conectado a dados e metadados. O que são metadados? É o sistema de tags que define seus dados. Por exemplo, “nome” é o metadado que definiria “João”, em nosso exemplo. Esses metadados facilitam a localização, o uso e a fusão de seus dados proprietários. Portanto, é isso que separa um copiloto funcional de um realmente excepcional – um que é super relevante para o seu trabalho diário.

Aqui está o principal ponto: Ao pesquisar a adição de uma IA Copilota à sua empresa, determine se ele simplesmente usará informações de fontes externas, como o ChatGPT, ou se você poderá conectá-lo com segurança às suas fontes de dados estruturados e não estruturados.

Por que você deve usar uma IA Copilota?

Até agora, você provavelmente já está familiarizado com pelo menos um ou dois grandes modelos de linguagem (LLMs) como o GPT-4 da OpenAI ou o Gemini do Google. Esses modelos alimentam chatbots como o ChatGPT, que são divertidos de usar e ótimos para determinadas tarefas. Alguns, no entanto, contêm apenas dados até o início de 2022, então suas respostas podem ser limitadas. E esses modelos só têm acesso a informações públicas sobre sua empresa – eles não têm acesso às suas informações e dados confiáveis do CRM.

Isso significa que eles não podem ajudá-lo a criar respostas relevantes de atendimento ao cliente ou fornecer as oportunidades de vendas mais interessantes. Tampouco podem agir em seu nome para, por exemplo, responder a um e-mail ou reservar um voo. Mas uma IA Copilota pode fazer tudo isso.

Ok, voltando ao seu jantar com o Ted. Você teve uma viagem bem-sucedida. Agora, talvez você queira agradecê-lo com uma cesta de presentes da padaria favorita dele. Como seu copiloto já tem as ações necessárias para pesquisar o contato e a conta de CRM do Ted para encontrar sua padaria favorita e cobrar mercadorias em seu nome, tudo o que você precisa fazer é digitar “Enviar para o Ted seus muffins favoritos”.

Claro, este é apenas um exemplo rudimentar composto por algumas ações do copiloto. Imagine o que você poderia fazer com uma IA Copilota capaz de orquestrar centenas, ou mesmo milhares, de blocos de construção em combinações virtualmente infinitas. Os ganhos de eficiência se aplicam a uma ampla e empolgante variedade de tipos de trabalho.

Por exemplo, um profissional de marketing de varejo pode escrever descrições de produtos em vários idiomas em apenas alguns minutos, um clínico de saúde pode revisar raios-X e resultados de laboratório de vários pacientes e ajudar os médicos a fazer diagnósticos, e um funcionário financeiro pode usar um copiloto para analisar pilhas de dados para propor vários resultados de investimento. Os casos de uso e cenários continuam indefinidamente.

Se parece que tudo relacionado à IA está acontecendo em um ritmo acelerado – especialmente no que diz respeito à forma como você trabalha – e está fazendo sua cabeça girar, você não está sozinho. Mas você não precisa estar sozinho. Você terá sua IA Copilota de confiança.

“Com uma IA Copilota, você pode se tornar mais eficiente e produtivo de forma rápida e fácil, independentemente do setor em que trabalha”, disse Lozano. “Ter um assistente baseado em IA conversacional e generativo realmente permitirá que você descarregue essas tarefas rotineiras, permitindo que você interaja e se envolva com dados como nunca antes. E essa é a beleza disso.” 

Salesforce Brasil

Somos uma plataforma de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) baseada na nuvem, que permite com que empresas possam gerenciar e integrar todas as suas operações, como vendas, marketing, atendimento, ecommerce e TI em um lugar só.

Mais de Salesforce